Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Inscrições Centro Digital de Cidadania

A Secretaria de Promoção da Igualdade – SEPROMI, disponibilizará 200 vagas para o Curso de Informática Básica no Centro Digital de Cidadania (CDC) localizado no Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra/SEPROMI.
São 06 turmas previstas para esta 1ª etapa no período de setembro/2010 a janeiro/2011, distribuídas nos turnos matutino e vespertino, sendo que as primeiras tiveram início em 08/09/2010 e já foram certificadas ao final do curso. As próximas (3ª e 4ª) terão início no mês de novembro/2010.
A iniciativa visa promover a inclusão digital de jovens e adultos na faixa etária de 15 a 45 anos, tendo como principal objetivo a qualificação para o trabalho e o apoio a atividades escolares, com foco na inclusão digital.

INSCRIÇÕES:
Período: Ininterruptas até o preenchimento de todas as vagas
Horário: 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00 - GRATUITAS.

Documentos Necessários para inscrição
:
- Cópia de Comprovante de Residência
- Cópia de Comprovante de matrícula ou Histórico Escolar do Ensino Fundamental
- Cópia de RG
- 1 Foto 3X4
Local: O Centro de Cidadania Digital - Unidade SEPROMI/CDCN está localizado na Rua Ribeiro dos Santos, 42 - Ladeira da Passo, Pelourinho.
Contatos: Maiores Informações poderão ser obtidas com: Rebeca do Carmo ou Edmilson no Tel: 3117-1553

terça-feira, 26 de outubro de 2010

TORTURA DE SACERDOTISA DE RELIGIÃO DE MATRIZ AFRICANA NA BAHIA

VIOLÊNCIA COMO NOS TEMPOS DA DITADURA

AGRESSÃO , TORTURA E RACISMO CONTRA A SACERDOTISA BERNADETE SOUZA

DO TEMPLO YLÊ AXÉ ODÉ OMÍ UÁ.

MUNICÍPIO DE ILHÉUS SUL DO ESTADO DA BAHIA

A COORDENAÇÃO NACIONAL DE ENTIDADES NEGRAS – CONEN, DIANTE DO FATO DESCRITO EM NOTA ABAIXO ANEXADA , COM DECEPÇÃO E INDIGNAÇÃO APRESENTA SEU REPUDIO AO INADMISSÍVEL ATO DE AGRESSÃO PERPETRADO POR FORÇA MILITAR DE ILHÉUS CONTRA SACERDOTISA BERNADETE SOUZA DO TEMPLO YLÊ AXÉ ODÉ OMÍ UÁ.

É PENOSO CONSTATAR QUE EM UM GOVERNO QUE NÓS CONSTRUIMOS E QUE SE DIZ DA MUDANÇA REELEITO EM ESTADO DE ABSOLUTA MAIORIA POPULACIONAL NEGRA TENHAMOS DE PRESENCIAR VIOLÊNCIA AOS VALORES E AOS DIREITOS HUMANOS DESTA POPULAÇÃO, SÓ COMPARADOS AOS TEMPOS DA DITADURA MILITAR.

TAL ARREGANHO SÓ PODE ESTAR CONCEBIDO PELOS CRIMINOSOS DEVIDO A CERTEZA DA IMPUNIDADE.

NÃO DA PARA ADMITIR QUE NESTE MOMENTO ÀS VÉSPERAS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS, ONDE DISCURSOS AFIRMAM ESTAREM O GOVERNADOR REELEITO E A POSTULANTE À PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA COMPROMETIDOS COM O RESGATE DA CIDADANIA , E COM A AFIRMAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA PESSOA HUMANA, PRESENCIARMOS VIOLAÇÕES DE TAMANHA BRUTALIDADE POR PARTE DE FORÇAS MILITARES DO ESTADO.

POR ESTA RAZÃO A CONEN , DENUNCIA ESTE FATO ABSURDO E DESUMANO EXIGINDO POSICIONAMENTO DO GOVERNADOR JAQUES WAGNER, ACOMPANHADO DE URGENTES E EFETIVAS PROVIDENCIAS, NO SENTIDO DE INTERFERIR NA IMEDIATA PUNIÇÃO DE TODOS ENVOLVIDOS NESTE BRUTAL FATO.

DESDE JÁ, AFIRMAMOS QUE SERÁ DE RESPONSABILIDADE DO ESTADO AS CONSEQÜÊNCIAS TRÁGICAS QUE POSSAM ADVIR DESTE FATO.

MAS GRAVE QUE ESTE NEFASTO EPISÓDIO SERÁ A CONSTATAÇÃO DE UMA POSTURA DE OMISSÃO E SILENCIO DO GOVERNADOR JAQUES WAGNER

NO AGUARDO DE UMA RESPOSTA

ENTIDADES FILIADAS À

COORDENAÇÃO DE ENTIDADES NEGRAS – CONEN

FORUM CONEN – BAHIA

CONTATOS: GRNLEAL@GMAIL.COM / TEL:99829116

OS FATOS

RACISMO – INTOLERÂNCIA RELIGIOSA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER – ABUSO DE AUTORIDADE-TORTURA

SÁBADO DIA VINTE E TRÊS DE OUTUBRO DE 2010, POR VOLTA DAS 14: 00 HORA, UM PELOTÃO DA POLÍCIA MILITAR DA BAHIA, INVADIU O ASSENTAMENTO D. HELDER CÂMARA, EM ILHÉUS, LEVANDO A COMUNIDADE DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS A VIVEREM UM MOMENTO DE TERROR, TORTURA E VIOLÊNCIA RACIAL.

COORDENADORA DO ASSENTAMENTO E SACERDOTISA (FILHA DE OXOSSI) BERNADETE SOUZA, INCRA – INSTITUTO NACIONAL E COLONIZAÇÃO DE VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS.

BERNADETE FOSSE ALGEMADA PARA SER CONDUZIDA À DELEGACIA. NESTE MOMENTO O ORIXÁ OXOSSI INCORPOROU A SACERDOTISA QUE ALGEMADA FOI COLOCADA E MANTIDA PELOS PMS JÚLIO GUEDES E SEU COLEGA IDENTIFICADO COMO “JESUS”, NUM FORMIGUEIRO ONDE FOI ATACADA POR MILHARES DE FORMIGAS PROVOCANDO GRAVES LESÕES, ENQUANTO OS PMS GRITAVAM QUE AS FORMIGAS ERAM PARA “AFASTAR SATANÁS”.

APONTOU A PISTOLA PARA CABEÇA DA SACERDOTISA. SPRAY DE PIMENTA FOI ATIRADO CONTRA OS TRABALHADORES.

CRIANÇAS CHORAVAM, IDOSOS PASSAVAM MAL. ENQUANTO BERNADETE (OXOSSI) ALGEMADA, ERA ARRASTADA PELOS CABELOS POR QUASE 500 METROS E EM SEGUIDA JOGADA NA VIATURA, “FORA SATANÁS”! BERNADETE AINDA INCORPORADA COLOCADA ALGEMADA EM UMA CELA ONDE HAVIA HOMENS, POLICIAS RIAM E IRONIZAVAM

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

CARTA DO FÓRUM NACIONAL DE MULHERES NEGRAS EM APOIO Á CANDIDATURA DE DILMA ROUSSEFF

Vivemos um momento de crescimento do país, onde evidenciamos a migração dos mais pobres, que não tinha certeza da alimentação do dia seguinte, onde a qualidade da habitação, educação e saúde da população negra sempre foi subtraída da agenda dos governantes, para a classe média. Neste contexto estão as mulheres negras, que em nosso país cerca de 40% são gestoras dos lares mais pobres. No que se refere á pobreza a população negra corresponde a 65%. O baixo nível de renda, tanto individual quanto domiciliar per capita, restringe as liberdades individuais e sociais das pessoas.

Atualmente contemplamos um projeto de gestão política e financeira, liderado pelo presidente Lula, que orquestrou vários projetos como Bolsa – família, Minha casa minha vida, política para a saúde da população negra, programa de inclusão digital, políticas afirmativas na Educação (Lei 10.639/03) que introduz o Ensino da cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas) e abertura para discutir o Racismo Institucional, que segrega fortemente a população negra em particularmente as mulheres negras.

Temos avanços que devemos celebrar e muito que conquistar por isto é necessário dar continuidade a esta luta, o projeto iniciado no Brasil pelo presidente Lula, que neste pleito é representado por Dilma Rousseff.

Convocamos a todas as mulheres brasileiras á combater a discriminação de gênero que Dilma vem sofrendo diariamente na mídia elitizada que não tem compromisso com a população pobre deste país. Mas como sempre estão á serviço da classe dominante e que sempre se beneficiou com o Racismo. Neste pleito o que temos presenciado é a demonstração de intolerância e discriminação contra uma mulher, que pode chegar no poder com competência e firmeza, tendo a preocupação com as diferenças existentes em nossa sociedade, tendo contribuído para o PAC, Bolsa-família, Luz para todos.

Nós mulheres negras vêem a público para apoiar a candidatura de Dilma Rousseff, dizendo um basta ao retrocesso e não á abstenção do voto, lembrando que é nas urnas onde exercemos nossa cidadania.

RUMO Á VITÓRIA, MAIS MULHERES NO PODER

FÓRUM NACIONAL DE MULHERES NEGRAS/ BAHIA- COORDENAÇÃO:

UBIRACI MATILDES

AURESI LIMA

JANETE FERNANDES SUZART

MARIA IZABEL FELIPE BRANDÃO

GICÉLIA DA CRUZ

MARIA DA GLÓRIA BONFIM

NEIDE CRUZ

MARIA DE SÃO PEDRO FRANÇA

SONIA MARIA LIMA

CHERRY ALMEIDA

VALDA FRANÇA

ÉRICA BARBOSA

MILITANTES FNMN/BA

COMISSÃO DE GÊNERO DA UNEGRO

ESCOLA LUIZA MAHIM

LUCIANA EMBILINA

DIANA COSTA- HISTORIADORA

DALVA MESSIAS

GRUPO UNIÃO – JACIRA SACRAMENTO

RITA BROWN

GILCILENE EVANGELISTA DOS SANTOS- CONSELHO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

OLIVIA SANTANA – VEREADORA DE SALVADOR

MORGANA VERGNE PANELLI

MAÍRA AZEVEDO- JORNALISTA

ROSANA PAZ

SIRLENE ASSIS

MARCIA CORREIA- COORDENADORA DA COMISSÃO DE GÊNERO RAÇA E ETNIA DO CONSELHO DE SERVIÇO SOCIAL

PATRICIA VIEIRA – UBM

ROSA DE SOUZA- UBM/ CTB

DANIELE COSTA- UJS/UBM

ANGELA GUIMARÃES – UNEGRO/CONSELHO DE JUVENTUDE

EDNALVA BISPO – SINDICATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

SONIA MARIA DA SILVA- FETRACON

LÚCIA MAIA – SINDICATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

MARIA NERY QUERINO- SINDICATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL


Novembro Negro CONEN- Feijoada Zumbi Dandara Uma atividade Sócio Político e Cultural


Querid@s,
Nós da CONEN (Coordenação de Entidades Negras), temos o prazer de convida-los para participar da IIIª Feijoada Zumbi Dandara uma atividade Sócio Político e Cultural.
Após a feijoada um som maneiro.
Não percam!!!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Tropa de Elite 2 - Política, Corrupção, Policia, Direitos Humanos, Milícia e Tráfico.



Hoje o Grupo Humanas, fizeram uma atividade extra classe no Multiplex Iguatemi, levamos nossos alunos do 3º ano para assistir Tropa de Elite 2, ótimo filme para reflexão...
Excelente material para ser usado e discutido em sala de aula, fala de direitos humanos, policia, política, corrupção e tráfico.
Momento excelente devido a eleição.
Merece indicação para o Oscar.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Plenária Campanha Dilma

PT- Ba e a CONEN convidam todas (os) companheiras (os) de luta.
Voto Negro Consciente, vote 13, Dilma Presidente!!!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Comparando as bonecas




As crianças não entendem o verdadeiro sentido da coisa?

O vídeo so da duas alternativas... bom e mau, a midia estraga a mente, coração e alma de todos (crianças) que não sabem lidar com ela .

Associam adjetivos bons à loirinha e maus à negra.

Seria reflexo do preconceito que sofrem?

Feliz Dia das Crianças ?





VISTO que os povos da Nações Unidas, na Carta, reafirmaram sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor do ser humano, e resolveram promover o progresso social e melhores condições de vida dentro de uma liberdade mais ampla,

VISTO que as Nações Unidas, na Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamaram que todo homem tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades nela estabelecidos, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra condição,

VISTO que a criança, em decorrência de sua imaturidade física e mental, precisa de proteção e cuidados especiais, inclusive proteção legal apropriada, antes e depois do nascimento,

VISTO que a necessidade de tal proteção foi enunciada na Declaração dos Direitos da Criança em Genebra, de 1924, e reconhecida na Declaração Universal dos Direitos Humanos e nos estatutos das agências especializadas e organizações internacionais interessadas no bem-estar da criança,

Visto que a humanidade deve à criança o melhor de seus esforços,

ASSIM, A ASSEMBLÉIA GERAL

PROCLAMA esta Declaração dos Direitos da Criança, visando que a criança tenha uma infância feliz e possa gozar, em seu próprio benefício e no da sociedade, os direitos e as liberdades aqui enunciados e apela a que os pais, os homens e as melhores em sua qualidade de indivíduos, e as organizações voluntárias, as autoridades locais e os Governos nacionais reconheçam este direitos e se empenhem pela sua observância mediante medidas legislativas e de outra natureza, progressivamente instituídas, de conformidade com os seguintes princípios:

PRINCÍPIO 1º

  • A criança gozará todos os direitos enunciados nesta Declaração. Todas as crianças, absolutamente sem qualquer exceção, serão credoras destes direitos, sem distinção ou discriminação por motivo de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra condição, quer sua ou de sua família.

PRINCÍPIO 2º

  • A criança gozará proteção social e ser-lhe-ão proporcionadas oportunidade e facilidades, por lei e por outros meios, a fim de lhe facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, de forma sadia e normal, em condições de liberdade e dignidade. Na instituição das leis visando este objetivo levar-se-ão em conta sobretudo, os melhores interesses da criança.

PRINCÍPIO 3º

  • Desde o nascimento, toda criança terá direito a um nome e a uma nacionalidade.

PRINCÍPIO 4º

  • A criança gozará os benefícios da previdência social. Terá direito a crescer e criar-se com saúde; para isto, tanto à criança como à mãe, serão proporcionados cuidados e proteção especial, inclusive adequados cuidados pré e pós-natais. A criança terá direito a alimentação, recreação e assistência médica adequadas.

PRINCÍPIO 5º

  • À criança incapacitada física, mental ou socialmente serão proporcionados o tratamento, a educação e os cuidados especiais exigidos pela sua condição peculiar.

PRINCÍPIO 6º

  • Para o desenvolvimento completo e harmonioso de sua personalidade, a criança precisa de amor e compreensão. Criar-se-á, sempre que possível, aos cuidados e sob a responsabilidade dos pais e, em qualquer hipótese, num ambiente de afeto e de segurança moral e material, salvo circunstâncias excepcionais, a criança da tenra idade não será apartada da mãe. À sociedade e às autoridades públicas caberá a obrigação de propiciar cuidados especiais às crianças sem família e aquelas que carecem de meios adequados de subsistência. É desejável a prestação de ajuda oficial e de outra natureza em prol da manutenção dos filhos de famílias numerosas.

PRINCÍPIO 7º

  • A criança terá direito a receber educação, que será gratuita e compulsória pelo menos no grau primário.
  • Ser-lhe-á propiciada uma educação capaz de promover a sua cultura geral e capacitá-la a, em condições de iguais oportunidades, desenvolver as suas aptidões, sua capacidade de emitir juízo e seu senso de responsabilidade moral e social, e a tornar-se um membro útil da sociedade.
  • Os melhores interesses da criança serão a diretriz a nortear os responsáveis pela sua educação e orientação; esta responsabilidade cabe, em primeiro lugar, aos pais.
  • A criança terá ampla oportunidade para brincar e divertir-se, visando os propósitos mesmos da sua educação; a sociedade e as autoridades públicas empenhar-se-ão em promover o gozo deste direito.

PRINCÍPIO 8º

  • A criança figurará, em quaisquer circunstâncias, entre os primeiros a receber proteção e socorro.

PRINCÍPIO 9º

  • A criança gozará proteção contra quaisquer formas de negligência, crueldade e exploração. Não será jamais objeto de tráfico, sob qualquer forma.
    • Não será permitido à criança empregar-se antes da idade mínima conveniente; de nenhuma forma será levada a ou ser-lhe-á permitido empenhar-se em qualquer ocupação ou emprego que lhe prejudique a saúde ou a educação ou que interfira em seu desenvolvimento físico, mental ou moral.

PRINCÍPIO 10º

  • A criança gozará proteção contra atos que possam suscitar discriminação racial, religiosa ou de qualquer outra natureza. Criar-se-á num ambiente de compreensão, de tolerância, de amizade entre os povos, de paz e de fraternidade universal e em plena consciência que seu esforço e aptidão devem ser postos a serviço de seus semelhantes. pt: Declaração dos Direitos da Criança.
  • Por: Patrícia Bernardes

sábado, 2 de outubro de 2010

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior - Parte 1

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior - Parte 2

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior -- Parte 3

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior -- Parte 4

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior -- Parte 5

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior -- Parte 6

Entrevista do presidente Lula à Carta Maior -- Parte 7